Ir para conteúdo

Vistorias de prevenção de incêndio atrasam por falta de efetivo

Data: 24/05/2013

Audiência pública foi realizada na manhã desta sexta-feira, na Assembleia Legislativa.

vistoria

Em audiência pública realizada nesta sexta-feira, 24, pela comissão externa da Câmara dos Deputados na Assembleia Legislativa, o Corpo de Bombeiros afirmou que falta efetivo para atender pedidos de vistoria de prevenção de incêndio no Rio Grande do Sul. O promotor público Ricardo Loza, responsável pelo Termo de Ajustamento de Conduta, o advogado de defesa de Elissandro Spohr, Jader Marques, e o secretário estadual de Segurança Pública, Airton Michels, estavam entre os convocados a prestar depoimentos.

De acordo com o coronel Guido Pedroso de Melo, comandante da corporação, os bombeiros não podiam fechar a boate Kiss antes do incêndio. Ele alegou que a boate apresentava condições de uso, com sinalização de saída e extintores em dia. O coronel contou que o Corpo de Bombeiros instalou uma investigação interna, para averiguar se a Kiss funcionava corretamente.

Para o sub-relator da comissão, deputado federal Nelson Marchesan Júnior (PMDB), as investigações do incêndio, que aconteceu no dia 27 de janeiro na boate Kiss, estão atrasadas. Segundo ele, apenas na quinta-feira que as verbas para as investigações foram liberadas. Conforme o deputado federal Paulo Pimenta (PT), um anteprojeto de lei está aberto para que a sociedade participe com sugestões, a fim de evitar outras tragédias.

Fonte: Gaz

 

https://blogsci.com.br/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: