Ir para conteúdo

Incêndio destrói almoxarifado da Prefeitura de Itaboraí, no RJ

Prejuízo chega a R$ 30 milhões e prefeito decreta estado de emergência.
Chamas destruíram material escolar, insumos hospitalares e veículos

Almoxarifado da Prefeitura de Itaboraí foi destruído em incêndio (Foto: Divulgação/Prefeitura de Itaboraí)
Almoxarifado da Prefeitura de Itaboraí foi destruído em incêndio (Foto: Divulgação/Prefeitura de Itaboraí)

Um incêndio de grandes proporções ocorrido na noite de quarta-feira (10) destruiu o almoxarifado central da Prefeitura de Itaboraí, na Região Metropolitana do Rio. Nesta quinta-feira (11), o prefeito do município, Helil Cardozo, afirmou que decretará estado de emergência devido aos prejuízos, estimados em cerca de R$ 30 milhões.

O incêndio começou por volta das 19h de quarta-feira e as chamas se espalharam velozmente, destruindo todo o material estocado no local, como colchões, móveis, insumos hospitalares e material escolar. Quatro veículos da prefeitura – um micro-ônibus escolar, um caminhão-pipa, um ônibus do serviço de saúde itinerante e um Gol usado por servidores – que estavam estacionados no pátio do almoxarifado também foram destruídos pelas chamas.

Bombeiros dos quartéis de Itaboraí, São Gonçalo, Colubandê e Niterói foram acionados para combater o fogo. O depósito destruído fica na Avenida 22 de Maio, em Venda das Pedras, na região central da cidade. Ninguém ficou ferido.

Com a decretação do estado de emergência, o prefeito Helil Cardozo poderá realizar compras sem licitação para repor o material perdido e receber apoio financeiro do Estado e da União. A prefeitura abriu processo administrativo para apurar os prejuízos, acompanhar e colaborar com as investigações das autoridades. O caso foi registrado na 71ª DP (Itaboraí). Para Cardozo, o incêndio pode ter causa criminosa.

“Em um momento de crise econômica como esse é muito grave um incêndio dessas proporções. O município não tem condições de repor o material perdido e vou decretar estado de emergência. Precisamos verificar as causas do incêndio, e não descarto que tenha sido criminoso. Mas isso a polícia vai dizer”, afirmou o prefeito.

No fim de dezembro do ano passado, uma escola municipal em Itaboraí foi alvo de vândalos, que atearam fogo à unidade, destruindo a cozinha e o refeitório. Três homens que foram flagrados por câmeras de segurança instaladas durante a última reforma da escola, no fim de 2015, acabaram identificados e presos.

Fonte: G1 Globo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: