Ir para conteúdo

Incêndio destrói fábrica de colchões e ameaça casas vizinhas, em Goiânia

Bombeiros levaram cerca de 4 horas para controlar as chamas em imóvel.
Três socorristas ficaram feridos durante desabamento de marquise.

260416_1

Um incêndio destruiu uma fábrica de colchões na Rua Magnólia, no Setor Parque Oeste Industrial, em Goiânia, na madrugada desta segunda-feira (25). Vizinhos contaram que ouviram o barulho de uma explosão, por volta das 2h, e o fogo rapidamente tomou conta do imóvel. O Corpo de Bombeiros foi acionado e três socorristas ficaram feridos quando uma marquise desabou.

“Nós ficamos muito assustados, pois achamos que o barulho era no prédio em que eu moro. Mas aí quando a gente saiu correndo já viu o incêndio aqui fora”, relatou a dona de casa Eunice Maria Cândida de Oliveira, que mora em um prédio ao lado da fábrica de colchões.

Segundo os bombeiros, toda a estrutura interna do galpão ficou danificada e desabou (veja no vídeo acima). O trabalho de combate às chamas, que contou com 30 bombeiros, durou cerca de quatro horas.

“O local tem difícil acesso e tivemos que entrar pelas laterais e pelos fundos do galpão. Também tivemos que usar uma plataforma aérea para ter o acesso por cima e, de fato, extinguir o fogo”, destacou o major Hélio Loyola Gonzaga Júnior.

Durante esse trabalho, uma marquise desabou e atingiu três bombeiros. “Dois deles tiveram lesões leves e continuaram atuando na ocorrência. Já o terceiro foi socorrido e encaminhado para o Hugol [Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira], onde foi atendido e está com suspeita de fratura no punho”, explicou o major.

As causas do incêndio ainda são desconhecidas, mas um vigilante que passava pela rua antes do fogo começar diz que notou que faíscas saíam do equipamento de ar-condicionado da fábrica de colchões. Gonzaga Júnior diz que esses fatos ainda serão devidamente apurados.

Fábrica de colchões ficou destruída por causa de incêndio, em Goiânia (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)
Fábrica de colchões ficou destruída por causa de incêndio, em Goiânia (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Vizinhança
Os moradores de uma casa que fica nos fundos da fábrica de colchões precisaram sair às pressas durante o incêndio. Eles ainda conseguiram retirar alguns móveis, mas disseram que a casa apresentou uma rachadura. “Uma das paredes do fundo trincou, aí a gente ficou com medo e saímos correndo”, contou uma moradora, não identificada.

O major Gonzaga Júnior destacou que foi feito um trabalho de resfriamento para impedir que as chamas atingissem outras casas. De qualquer forma, nesta manhã, serão feitas análises nos imóveis para avaliar se eles sofreram algum tipo de dano. “Vamos acionar a Defesa Civil para, junto com o Corpo de Bombeiros, analisar se há segurança ou não para que os moradores possam retornar”, destacou.

Por volta das 9h, os socorristas seguiam no local fazendo o trabalho de rescaldo, já que ainda existiam pequenos focos de fogo. Equipes da Companhia Energética de Goiás (Celg), que cortaram a energia do quarteirão durante o incêndio, estavam no local e farão o religamento da energia assim que o Corpo de Bombeiros liberar.

Focos de incêndio ainda eram vistos em fábrica nesta manhã (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)
Focos de incêndio ainda eram vistos em fábrica nesta manhã (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Fonte: G1 Globo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: