Ir para conteúdo

11º Painéis da engenharia: legislação, cases e contribuições científicas à segurança contra incêndio

Na tarde desta quarta-feira (18) o SENGE deu prosseguimento à programação da 11ª edição dos Painéis da Engenharia, a primeira realizada em Santa Maria, tratando sobre o tema “O Futuro da Segurança contra Incêndio”.

ALTERAÇÕES E AVANÇOS NA LEGISLAÇÃO

Ex-comandante do Corpo de Bombeiros Militar do RS, o coronel Adriano Krukoski ministrou palestra sobre as alterações e os avanços da prevenção de incêndios pós-tragédia da Boate Kiss. Ao abordar as mudanças trazidas pela chamada “Lei Kiss”, Krukoski salientou que especialistas do setor dizem ser necessários 50 anos para que se consolide uma cultura de segurança contra incêndio, o que demonstra que ainda temos muito a percorrer, conscientizar e aperfeiçoar. “Assim como no trânsito, foi necessário um tempo e conscientização. As penalidades e multas também auxiliam na criação de uma cultura de prevenção. É preferível ser cobrado por ação do que por omissão”, explicou.

APRESENTAÇÃO DE CASES

O diretor do SENGE, Alexandre Rava de Campos, apresentou palestra sobre cases em projetos, instalações, inspeções e manutenções em redes hidráulicas de combate a incêndio. “Fico feliz em ver um auditório cheio para discutir a segurança contra incêndio. É uma pena que, para alcançarmos esse número de pessoas, foi necessária uma tragédia aqui em Santa Maria. Nós, latino-americanos, somos muitos reativos, não temos uma cultura de prevenção. Lamentável também que parecemos estar entrando em uma curva de acomodação, esquecendo toda a comoção gerada pelo episódio na Kiss”, disse o engenheiro.

Nesse cenário, Rava de Campos criticou de forma incisiva práticas que dissociam planos de prevenção da real segurança dos usuários, em situações que alguns proprietários estão mais preocupados com a liberação dos seus empreendimentos do que com a eficácia concreta dos projetos. Também apontou deficiências que ainda precisam ser resolvidas no setor e na legislação pertinente.

COMPORTAMENTO ESTRUTURAL

O segundo painel deu sequência à programação com o debate sobre o comportamento estrutural na segurança contra incêndio, mediado pela professora Larissa Kirchhof, da UFSM. Contribuições científicas ao tema foram apresentadas pelo professor pesquisador da UFSM, Rogerio Cattelan de Lima.

A importância da compartimentação na segurança das estruturas em incêndio foi tratada pelo professor doutor da Poli-USP, Valdir Pignatta e SilvaRogério Lin, diretor presidente da Associação Brasileira de Proteção Passiva Contra Incêndio (ABPP), abordou a proteção passiva contra incêndio.

O FUTURO DA SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO

O terceiro e último painel do evento tratou sobre o futuro da segurança contra incêndio, com a mediação do diretor do SENGE, Alexandre Rava de Campos. O debate teve a participação do coronel Carlos Cotta Rodrigues, engenheiro civil e de Segurança do Trabalho do Instituo de Engenharia, que falou sobre a Engenharia de Incêndio do século 21.

Rodrigues apontou o que, na concepção do Instituto de Engenharia, é o “círculo virtuoso” da segurança contra incêndio, que envolve a capacitação profissional em relação aos conhecimentos basilares, normas técnicas e legislação pertinente, visando combater projetos tecnicamente pobres e distorções; certificação profissional proposta pelo Instituto de Engenharia; certificação de produtos e sistemas visando combater a baixa qualidade e falsificação de sistemas de proteção, e atendimento e normas; comissionamento de instalações “performance”; manutenção e testes “performance” comprovando o atendimento aos rigores estabelecidos pelas normas; ouvidoria técnica e transparência visando informar o cliente, mostrando de forma clara as considerações sobre o projeto analisado e fatores a serem cumpridos, e também informar a sociedade; e estatística científica e big data, visando a construção de banco de dados para construção de textos técnicos e redução de erros.

Na sequência o ex-bombeiro, doutor em Arquitetura e Urbanismo (USP) e pesquisador do grupo de fomento à segurança contra incêndio (NUTAU-USP), Walter Negrisolo, falou sobre o desenvolvimento histórico e visão do futuro tomando como base a nova minuta para a NBR 9077.

Fonte: Sengers

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: